check close

Artenge Construtora

Mercado Imobiliário de Londrina Tem Bons Desafios
2020-05-20

Mercado Imobiliário de Londrina Tem Bons Desafios

Responsável por um em cada seis empregos no Brasil, a construção civil é um dos maiores geradores de emprego e renda, e ainda tem muitos caminhos para crescer.

A cada período o comportamento do consumidor muda, e suas necessidades também. Com isso, novos modelos de imóveis surgem, como apartamentos mais confortáveis e mais sustentáveis, ajustáveis ao novo perfil do cliente.

A cidade também está sendo repensada, com investimentos em infraestrutura e saneamento, o que deve gerar muito desenvolvimento e contribuir com a reconstrução da cidade de Londrina. Além de ter uma grande demanda por moradias e oportunidade para empresas e indústrias de diversos setores.

É importante salientar que a construção civil foi declarada atividade essencial.Com isso, o setor mantém muitos empregos e ajuda a manter a economia estável, visto que todas as medidas sanitárias estão sendo tomadas para o trabalhador da área e é um setor com baixa aglomeração de pessoas.

Dessa forma a construção civil contribui com a economia da cidade e irriga outros setores. Também se torna um setor atrativo para investidores, pois é um investimento seguro, e segurança é o que todos procuram neste período de incertezas.

As expectativas de mudanças no segmento residencial vão desde residências com áreas verdes a apartamentos maiores e com infraestrutura para home office. O segmento comercial aponta para empreendimentos menores e mais tecnológicos.

Mas não é só o comportamento do consumidor e os modelos de imóveis que mudarão. Muitas tecnologias vieram para ficar e vão impulsionar a construção civil. Entre elas estão o big data, inteligência artificial, internet das coisas e uso do BIM para modelagem 3D.
O primeiro grande desafio é a transformação digital em um mercado muito conservador. Mas a construção civil é um setor que muda muito, e está acostumado a desenvolver produtos duráveis e com tecnologias de ponta.

E com esta mudança repentina do comportamento do consumidor e dos meios de comunicação vê-se que a construção civil está se adaptando. É comum ver a disponibilidade de realidade virtual e aumentada, assinatura eletrônica e atendimento online, melhorando a experiência do usuário.

Confira abaixo algumas tecnologias que são inevitáveis:

O BIM como uma grande oportunidade
No Brasil a utilização do BIM em obras públicas se tornou obrigatório, e isso vai estimular a modernização dos processos construtivos. Com esta nova demanda e crescimento desta tecnologia as construções ganham mais controle, planejamento, projeto e controle de orçamento.

O BIM (Building Information Modeling – Modelagem de Informações da Construção) traz inovação para a construção civil. Possibilita a visualização da modelagem do projeto em 3D (BIM 3D) e melhor planejamento de orçamento, além do gerenciamento das atividades a serem executadas dentro das construções (BIM 4D e 5D), facilitando a observação de possíveis erros.

Presença digital e relacionamento
A presença digital é fundamental, afinal, quem não está na internet hoje não é encontrado. Em muitos casos, o site é mais importante e mais visitado que a própria empresa. O consumidor está aprendendo que é possível resolver muita coisa sem precisar se deslocar, pois isso otimiza seu tempo e seus recursos.

Os canais online estão facilitando nossa forma de nos relacionar. Atualmente existem muitas plataformas para cada perfil de público. As maiores redes sociais são o Google, Youtube, Facebook, Instagram e WhatsApp, e é por estes canais que os clientes querem se comunicar ou nos encontrar. Está na palma da mão, na hora que for conveniente, e é tudo muito prático.

A Inteligência artificial é uma realidade
Um exemplo bem claro de inteligência artificial é o Google e a entrega de resultados cada vez mais personalizados e a busca pela melhor experiência possível para o usuário. Também temos muitas startups e construtechs oferecendo chatbots para atendimento automatizado, além de soluções para análise preditiva, análise de comportamento, inteligência de mercado, manutenção preventiva e robotização.

Em Londrina, temos o primeiro Hub de Inteligência Artificial do Brasil, com objetivo de promover a adoção de tecnologias de inteligência artificial, como big data, machine learning e cloud computing, pelo setor industrial, com foco no aumento da competitividade das empresas.

Internet das coisas
A internet das coisas cria a possibilidade de acompanhamento em tempo real do desempenho de máquinas e equipamentos. Os sensores, os dispositivos de comunicação e outras tecnologias podem ajudar a monitorar a produtividade e a confiabilidade dos funcionários e dos ativos.

5G em 2020?
A expectativa para que o 5G comece a atuar no Brasil ainda este ano é grande. A nova rede irá trazer mais velocidade para nossa internet. É fundamental para desenvolver a Internet das Coisas e melhorar a experiência do usuário.

Com a inclusão de redes 5G em todo o mundo, as capacidades de Realidade Virtual e Realidade Aumentada, Inteligência Artificial e Machine Learning, Automação e Robótica aumentarão bastante.

A LGPD foi prorrogada
A entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Lei nº 13.709/2018, foi prorrogada para o dia 3 de maio de 2021. A nova LGPD traz diversos conceitos e estabelece os limites para uso dos dados pessoais. Assegura mais transparência e dá mais segurança para os controladores de sistemas informatizados, ao indicar as situações em que dados sensíveis podem ser tratados e para quais finalidades.


Compartilhar

Comente

show Room